Entretenimento, Cultura e Lazer

Uso diário de bebida e cigarro envelhece o cérebro, diz pesquisa

A ressaca é de longe o último problema que surge com o consumo excessivo de bebidas, de acordo com pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia. Os pesquisadores compararam imagens cerebrais de 17 mil britânicos com idades entre 45 e 81 anos e seus hábitos relacionados a bebidas e cigarros.  

Das pessoas que participaram da pesquisa, os que usavam bebidas alcoólicas na maior parte dos dias tinham o cérebro mais envelhecido do que os que não bebiam frequentemente. Segundo os pesquisadores, os “cérebros envelhecidos” demonstraram mais sinais de deterioração do que os órgãos de pessoas da mesma idade, cujo consumo de álcool era mais controlado. 

++ Tomar café ajuda a emagrecer mais rapidamente, dizem especialistas

O estudo ainda revela que cada grama de álcool acima de uma dose, o cérebro dos participantes era 0,02 anos mais velho do que o que o daquelas pessoas que não bebiam. O número representa um dia e meio de idade, o que é surpreendente. 

Normalmente as doses de bebida alcoólica costumam ter, em média, 8 gramas de álcool. Por exemplo, um shot de vodca é considerado uma dose, uma taça grande de vinho contém três doses, bem como uma caneca de chope. 

Em relação a fumar, a pesquisa demonstrou que a questão é parecida, as pessoas que que fumam diariamente tem uma idade cerebral relativamente mais velha do que aqueles que fumavam com menos frequência ou praticamente não fumavam. A cada ano fumando um maço de cigarros por dia, o cérebro é 0,03 anos mais velho do que os de pessoas não fumantes. 

Não deixe de curtir nossa página no Facebooke tambémno Instagrampara maisnotícias do JETSS.