Entretenimento, Cultura e Lazer

Sarampo: Sintomas e prevenção da doença que pode matar

 

Os casos de sarampo no Brasil têm aumentado a cada dia. O Ministério da Saúde confirmou 426 casos de sarampo em sete estados do país. O novo boletim foi divulgado nesta quarta-feira (17).

++ Em 20 anos, vacina deve ter menos doses e proteger mais, diz estudo

Outros 810 casos estão em investigação e 986 já foram descartados. São Paulo lidera o ranking com o maior número de infecções: representa 82% de todos os registros do país.

No entanto, para que o surto da doença termine, as pessoas precisam entender melhor a condição e se vacinar, já que o sarampo pode matar.

O Sarampo 

Sarampo é uma doença infecciosa por um vírus altamente contagioso. O vírus do sarampo é facilmente passado de um indivíduo para outro através de secreções, por um espirro ou um beijo, por exemplo. Também é possível se contaminar através da dispersão de gotículas com partículas virais no ar, que podem perdurar por tempo relativamente longo no ambiente, especialmente em locais fechados como escolas e transporte público.

Sintomas

Parte das pessoas que o contraem o vírus lidam com ele sem manifestar quaisquer sintomas. Porém, as que sofrem com os sintomas apresentam: Manchas no corpo e no rosto; Coceira; Conjuntivite; Febre; Tosse persistente e infecção no ouvido.

Prevenção

A suscetibilidade ao vírus do sarampo é geral e a única forma de prevenção é a vacinação. Atualmente, tanto a tríplice viral quanto a tetravalente, vacina contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora, estão disponíveis na rede pública e privada.

A versão tríplice viral deve ser aplicada em bebês de 12 meses, com um reforço aos 15 meses de vida. O imunizante também é ofertado para pessoas de até 49 anos que não foram vacinadas. Se você não sabe se recebeu suas doses, converse com um médico e vá ao posto de saúde. A proteção conferida pela vacina é alta. Mais de 90% dos sujeitos que recebem as duas doses criam um bloqueio duradouro contra o vírus.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS