Entretenimento, Cultura e Lazer

Confira 15 ótimos motivos para usar o coletor menstrual

Quem experimenta não consegue mais viver sem. Isso é o que a grande maioria das mulheres diz após usar o coletor menstrual, pouco falado ainda entre as pessoas.

++ Descubra 15 mitos e verdades sobre a menopausa

O coletor menstrual, também chamado de “copinho”, é um dispositivo usado para coletar o sangue menstrual. Ajustável ao corpo, oferece baixo risco de infecções, é hipoalergênico, econômico e reutilizável, podendo durar de cinco a dez anos.

De acordo com os profissionais da saúde, é preciso esvaziá-lo a cada 6 a 12 horas, dependendo da intensidade do fluxo menstrual. Para higienizá-lo, basta lavá-lo com água fria e sabão e fervê-lo após o período menstrual. Como o sangue não entra em contato com o ar, o coletor também evita o mau odor, que pode ocorrer com o uso de absorventes externos.

CONTRA INDICAÇÃO

Em geral, as marcas disponíveis no mercado oferecem dois tamanhos de coletores, um para mulheres que não tiveram filhos e outro para as que já tiveram. Sua única restrição de uso vale para quem ainda não teve relações sexuais, pois o hímen pode se romper na hora de introduzir ou retirar o copinho, e para as puérperas (mulheres que tiveram filhos há menos de 40 dias).

AJUDA O MEIO AMBIENTE

Durante a vida, uma mulher usa, em média, mais de 10 mil absorventes, seja ele externo ou interno. O externo leva 100 anos para se degradar na natureza, enquanto o interno leva até um ano, ou seja, o coletor menstrual é ecologicamente correto.

É ECONÔMICO

Um coletor menstrual custa, em média, entre R$60 a R$150, e pode durar de cinco a dez anos. Por ano, a mulher gasta cerca de R$ 100 com absorvente externo. Em 10 anos, ela terá gasto R$ 1 mil. Então a economia é no mínimo de R$ 915.

Com tantos benefícios e vantagens para a saúde da mulher e para o meio ambiente, preparamos uma lista com 15 motivos para usar o coletor menstrual. Confira na galeria de fotos acima!

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS