Entretenimento, Cultura e Lazer

Aguinaldo Silva rebate crítica sobre Fina Estampa

Em recente entrevista, o ator Marco Pigossi fez críticas à novela “Fina Estampa” na qual atuou e revelou que não entende como a produção é reprisada. O autor do folhetim, Aguinaldo Silva, ouviu e não gostou. Nas suas redes sociais, chamou o comentário de censura.

++ Fiorella Mattheis relembra papel em ‘Fina Estampa’: “A repercussão foi enorme”

“Um ator diz que Fina Estampa ‘devia ser proibida de ser reprisada’. Acho que ele quis dizer que os 50 milhões de espectadores que a veem deviam ser proibidos de gostar tanto da reprise da novela. E eu, que vivi os tempos da Censura, achando que finalmente era proibido proibir. Aliás, deixem que lhes diga uma coisa: quando um artista que se considera libertário diz que o trabalho de mais de 150 pessoas que vivem das artes como ele devia ser proibido. Bem, alguma coisa está errada”, comentou Aguinaldo.

O comentário ao qual Aguinaldo se refere foi feito na última sexta-feira (7) em uma live com o ator João Vicente de Castro, para o canal no Instagram do GNT. “Eu tinha 22 anos, com umas mechas loiras no cabelo. Fora o que se falava. Essa novela deveria ser proibida de reprisar porque são tantas barbaridades. É uma loucura passar uma novela dessa”, afirmou Pigossi. “É interessante ver… Em 2011 era um tempo em que as pessoas ainda podiam se dar o direito de ‘Ai, eu não ligo pra política’. Não tinha muito essa… Era o começo dessa discussão. Agora você passar uma novela dessas hoje é uma loucura”, desabafou.

Apesar das críticas do ator, a reprise de “Fina Estampa” é um enorme sucesso. De acordo com o Notícias da TV, o folhetim registrou 37, 1 pontos de média de audiência. O terceiro recorde com quase três pontos de média acima de “Amor de Mãe”.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS