Entretenimento, Cultura e Lazer

Atração eletrônica do Carnaval 2016, DJ Hardwell em um bate-papo exclusivo com o JETSS

DJ Hardwell (Foto: Divulgação)
DJ Hardwell (Foto: Divulgação)

Nem só de axé, samba e marchinhas é feito o Carnaval brasileiro. Neste domingo (7), o DJ Hardwell – eleito o melhor DJ/produtor do mundo, pela revista DJ Mag, em 2013 e 2014, e o segundo melhor em 2015 – aterrissa em território baiano para tocar um set de música eletrônica no Camarote Salvador.

Já em solo brasileiro, JETSS bateu um papo exclusivo com o DJ. Confira!

JETSS: Quais foram os melhores e os piores shows que você já realizou?
Hardwell: Fazer shows é algo que sempre traz experiências insanas. Eu tive o grande prazer de tocar em shows como o meu evento que esgotou no Madison Square Garden na final da minha turnê mundial ‘I Am Hardwell’. Foi um sonho que se tornou realidade. Tocar em Mumbai em dezembro de 2015 durante o lançamento do meu evento beneficente ‘United We Are Foundation’ foi mais um momento incrível. Fizemos história com a ‘maior lista de convidados do mundo’ no cenário da música dance e ajudamos a colocar 18.000 crianças na escola por um futuro mais promissor. Eu realmente nunca tive o “pior show da minha vida”. Equipamentos de má qualidade fazem com que a situação fique difícil, mas nós sempre tentamos corrigir o problema e seguir em frente.

JETSS: É sua primeira vez no Brasil? Por que motivo escolheu tocar no Brasil em pleno Carnaval?
Hardwell: Não, eu já toquei várias vezes por aqui antes e sempre amo visitar o Brasil. Aqui é definitivamente um dos países mais surpreendentes no mundo para um DJ. As pessoas entendem tanto sobre a música dance e é um cenário realmente vibrante atualmente. Quem não quer vir e experimentar o Carnaval estilo brasileiro?

JETSS: Existem planos de misturar músicas de carnaval com a sua música?
Hardwell: Ainda não posso revelar isso neste momento. Eu quero manter tudo em segredo, mas nunca se sabe. Eu tenho algumas edições muito especiais e faixas para tocar, então convido vocês para conferirem o meu show e saber essa resposta.

JETSS: Pode listar um hit para 2016?
Hardwell: Minha colaboração ‘Hollywood’ com Afrojack.

JETSS: Que tipo de som de qualidade está em falta atualmente no cenário musical?
Hardwell: Acho que está faltando mais a música soul. Eu adoraria ver a euforia voltar para a pista de dança, como nos clássicos de trance anos atrás e musicalmente todos nós amamos as melodias arrebatadoras e o grande arranjo que você encontra nessas faixas. 2016 está parecendo promissor para novas músicas, então eu acho que todos nós podemos ficar muito felizes com o que está por vir este ano.

JETSS: Com quem você gostaria de trabalhar em uma produção musical?
Hardwell: Eu adoraria entrar no estúdio com o Dr. Dre ou Pharrell Williams ou Timbaland, qualquer um deles, ou todos eles, seria incrível! Eu tenho um enorme respeito pela música que eles fizeram e sei que se fizessemos algo juntos ficaria impressionante.

Rapidinhas:
Faixa favorita de todos os tempos: The Prodigy ‘Smack My Bitch Up’ é um deles, com certeza!
DJ favorito: Kill the Buzz é alguém realmente emocionante para se assistir atualmente!
Quem / o que serve de inspiração para produzir música: Tiesto, Ferry Corsten e Armin van Buuren
Melhor artista do Brasil: Gui Boratto

Além de sua passagem pelo carnaval em Salvador, Hardwell também se apresentará em Belo Horizonte/MG (dia 7 de fev), Xangri-la/RS (dia 8 de fev), Camburiú/SC (dia 8 de fev), Rio de Janeiro/RJ (dia 9 de fev) e Votuporanga/SP (dia 9 de fev). Para mais informações sobre sua turnê pelo Brasil, acesse: https://www.djhardwell.com/tourdates