Entretenimento, Cultura e Lazer

“Músico como ele surge uma única vez na vida”, diz Buddy Guy.

O Crossroads Guitar Festival, um festival de música e show beneficente, onde apresentam-se os melhores guitarristas do mundo, convidados por Eric Clapton, apresentou este ano em Nova York, diversos veteranos, tais como: BB King, Eric Clapton e Buddy Guy. Durante a sequência do festival os maiores aplausos foram para um menino de 14 anos, estudante do ensino médio, chamado Quinn Sullivan. O jovem guitarrista juntou-se à Eric Clapton, Jimmie Vaughan, Robbie Robertson e muitos outros durante a apresentação final do festival. "Foi muito surreal", disse Sullivan. "Eu nunca vou esquecer… Madison Square Garden…, as ovações…, Foi uma loucura". Os fans de blues que compareceram ao festival, ficaram bastante impressionados com o adolescente.

O festival foi um marco para Sullivan, que se interessou pelo blues depois de ver o Crossroads Guitar Festival 2004, em DVD. Ele começou a tocar aos três anos de idade, quando seus pais lhe deram um violão. O seu prodígio musical lhe rendeu uma aparição no programa de TV da Ellen DeGeneres. No ano seguinte, quando o seu grande ídolo Buddy Guy fez um show em sua cidade natal em New Bedford, Massachusetts, um amigo da família levou Sullivan aos bastidores para conhecer o mestre Buddy Guy e tentar conseguir um autógrafo do bluesman em sua guitarra. "Eu só fiz alguns solos e Buddy me disse: 'Você deverá estar disponível quando eu chamá-lo'", disse Sullivan. "Eu estava tipo,… 'o que?!?!?"

Após o show deste ano no Madison Square Garden, Buddy Guy disse: “Eu sempre abro um espaço para jovens músicos durante as minhas apresentações”,  … mas isso era diferente, eu não conseguia acreditar … "Eu tive que desligar o amplificador para me certificar de que era ele mesmo que estava tocando",…  Buddy Guy relata maravilhas sobre o ocorrido naquela noite. "Estava me sentindo como…!!!” ”Não era possível  alguém no mundo reproduzir aquelas essas notas”. “O garoto estava batendo o Eric Clapton, ele estava me batendo,  batendo o  Stevie, batendo Jimi Hendrix…” “Músicos como esse menino surgem somente uma única vez na vida...” “Preciso fazer alguma coisa para o mundo conhecê-lo!”

Sullivan diz que sua rotina diária de exercícios não é muito intensa – "Eu não me exercito seis horas por dia, só quando sinto necessidade". “Levo uma vida de adolescente bem regular, incluindo sair com meus amigos e assistir a comédias”. “Minhas notas na escola variam entre A e B”. “Se tenho um show programado, reúno-me com meus professores para adiantar as matérias e fazer o trabalho”. "Eu tive que perder dois dias  do Crossroads, mas  valeu muito a pena”. Ao ser indagado sobre o que seus amigos achavam de sua vida como músico profissional, Sullivan respondeu? "Bem, eu acho que eles não têm uma idéia exata do que eu estou fazendo e, do que está acontecendo”. "É meio difícil para eles entenderem, eu acho que, se você não está vivendo isso, é difícil de imaginá-lo."

O adolescente também está recebendo uma educação de valor inestimável de seu mentor. "Buddy me conta uma história a cada vez que nos encontramos", diz ele. "Só de estar com ele meio que aprendo muito sobre o seu passado e, você sabe…, a sua história."

Sullivan está lançando o seu álbum de estréia, “Getting There”. Foi gravado em Nashville com o produtor e co-escritor Tom Hambridge. Sullivan espera que o álbum seja o início de uma longa carreira musical. "Eu quero continuar fazendo o que estou fazendo, mas em tempo integral. Esse é o meu sonho", diz ele. "Estou sempre ouvindo pessoas de diferentes estilos e sempre tentando me aperfeiçoar?"

O fenômeno Quinn Sullivan tem muitas influências, incluindo Buddy Guy, Eric Clapton, Carlos Santana, Jimmi Hendrix, The Beatles, The Who, Led Zeppelin, B.B. King e outros.