Entretenimento, Cultura e Lazer

Esposa de Stênio Garcia é atacada na rua sob gritos de ‘torturadora’

Marilene Saade revelou que está sofrendo diversas agressões verbais desde que foi massacrada nas redes sociais por interromper bruscamente uma entrevista do marido, Stênio Garcia. O próprio ator também é alvo de ataques, a ponto de ser chamado de “gagá” pelos agressores. A advogada, por sua vez, foi ameaçada sob gritos de “torturadora”. 

Ao Notícias da TV, ela disse que as ofensas são frequentemente pesadas. “[Dizem que] essa pessoa bruxa bate no marido, vai Marilene Saade revelou que está sofrendo diversas agressões verbais desde que foi massacrada nas redes sociais por interromper bruscamente uma entrevista do marido, Stênio Garcia. O próprio ator também é alvo de ataques, a ponto de ser chamado de “gagá” pelos agressores. A advogada, por sua vez, foi ameaçada sob gritos de “torturadora”.  Torturadora, agressiva que bate em velho”, disse ela, ao relatar que os agressores não economizam nos impropérios contra o artista de 90 anos. 

“E a ele chamam de velho gagá, esse velho que gosta de apanhar e essas coisas”, complementou ela, que está pensando em sair da própria casa para morar com o irmão em busca de proteção. 

Preocupado com a situação, o veterano gravou um vídeo nesta quinta (21) para pedir que as pessoas deixem a companheira em paz. “Vocês estão julgando errado. Ela é a pessoa que cuida de mim o dia inteiro, todo tempo, mais que qualquer um. É quase uma mãe para mim”, explicou ele, em seu perfil do Instagram. 

++ Anitta já não tem mais previsão de alta após cirurgia de endometriose

“Então, por favor, não julguem a Marilene por um momento que vocês viram. Aquilo ali não significa nada. Representa o cuidado que ela tem comigo há 20 e poucos anos. Por favor, nos deixem em paz”, acrescentou. 

Stênio também disse que a esposa está sofrendo com as inúmeras críticas que vem recebendo por meio das redes sociais. “Vocês, julgadores ou juízes da internet, parem com acusações absurdas porque isso está fazendo mal a ela e a mim”, exigiu ele. 

A publicação foi posteriormente editada para incluir a informação de que o casal está com medo de ir a espaços públicos. “Se estou aqui é porque Marilene e eu estamos presos em casa devido as agressões na internet e verbais na rua, só queremos viver e não estamos conseguindo”, lamentou. 

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss.