Entretenimento, Cultura e Lazer

Milionária, Juliette Freire recusa entrar em Big Brother fora do Brasil: ‘Prêmio é pior’

Juliette Freire, vencedora do Big Brother Brasil 21, contou o motivo de não ter aceitado participar da versão portuguesa do reality show da Globo. Recentemente, ela revelou ter recebido o convite da equipe europeia e enganou a família ao dizer que iria. Mas na verdade, a milionária declinou: “O prêmio de lá é pior do que aqui”. 

A ex-BBB participou na segunda-feira (6) de um quadro de entrevistas no canal de Matheus Mazzafera no Youtube. Para a morena, não há mais condições psicológicas de entrar em um reality. 

“Eu trolei o povo dizendo que eu queria ir, mas não aguento passar por isso duas vezes, não. O prêmio de lá é pior do que aqui. Não aguentaria psicologicamente. […] Eu ainda brinquei e disse para minha mãe que ia. O público também não aguenta mais, nem eu aguento mais a minha cara”, afirmou. 

++ Filhos de Gugu Liberato posam juntos após briga por herança

O prêmio para o vencedor do Big Brother Brasil é de R$ 1,5 milhão. Já o segundo e terceiro colocados recebem R$ 150 e R$ 50 mil, respectivamente. Em Portugal, o primeiro lugar leva para casa o equivalente a R$ 645 mil, segundo a cotação atual do euro. 

Relacionamentos 

Em outro ponto da conversa, Mazzafera questionou Juliette sobre os primeiros relacionamentos. Aos 14 anos, a influenciadora teve uma experiência frustrante com beijos e depois, aos 18, perdeu a virgindade. “Passei cinco anos com ele [namorado]. Aí depois foi igual Juscelino Kubitschek: tive que ir 50 anos em cinco, correr atrás do tempo. Tive que pegar muita gente”, brincou. 

Hoje, Juliette prefere flertar e conhecer os rapazes antes de avançar na relação. Mas ela admitiu ter ido direto ao ponto algumas vezes. “Já aconteceu, mas normalmente não. Eu conheço mais, converso mais”, pontuou. 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.