Entretenimento, Cultura e Lazer

Bruna Marquezine diz ter feito teste para ser a Supergirl no cinema, mas ficou em segundo lugar


Bruna Marquezine surpreendeu o público ao revelar, durante participação em um podcast, que fez teste e quase conseguiu o papel de Supergirl no filme “The Flash”, que deve ser lançado em novembro de 2022.
A atriz comentou sobre o assunto em uma conversa no podcast “Mamilos”, e afirmou ter feito o teste para conseguir o papel no longa-metragem dirigido por Andy Muschietti (que ficou famoso em Hollywood por dirigir os dois filmes de “It – A Coisa”).
“60 pessoas foram testadas. Eu soube de alguns nomes de atrizes que eu admiro profundamente, e que eu sempre considerei serem artistas muito melhores que eu, muito mais capacitadas que eu, com muito mais bagagens, enfim. E eu fui a única brasileira aprovada”, relatou.
Ela prosseguiu: “Fui para o Top 5, fui para o Top 2. Era para o filme do Flash. Até então era para uma personagem que a gente não tinha muita informação, mas era uma mulher, normal, que em algum momento ia ter alguma relação com ele. Fui par ao Top 2, conversei com o diretor, e aí fui para um teste de química com o Ezra Miller, que é o novo Flash”.
“Eu estudei esse texto de trás para frente, de frente para trás, de cabeça para baixo, decorei essas duas cenas. Me preparei com tudo que eu podia para esse teste, e fui fazer. Foi uma das melhores experiências que eu tive até hoje na minha carreira, porque eu entrei nesse teste, desde o início nessa experiência, muito desacreditada da minha capacidade enquanto atriz. E, durante essa chamada, eu lembro de olhar para o Ezra Miller, um ator que eu admiro muito, e depois de nosso primeiro ensaio — que o diretor falou que era um ‘ensaio frio’ — e eu estava ali completamente entregue. Não existia ‘ensaio frio’ para mim, eu só poderia me dar 100%, o tempo inteiro”, continuou.
No entanto, ficou em segundo lugar — ela perdeu a vaga para Sasha Calle. “Eu não peguei o papel. E não tirando, de forma alguma, o mérito da atriz incrível que pegou, mas um dos maiores motivos para que eu não tenha feito foi a covid e as nossas limitações. Eu não tinha como ir para Londres. Eles tentaram de todas as formas possíveis. É óbvio que esse não foi o único motivo. Eu acredito muito que existe momento para tudo, e esse papel era dela, e ela tem o mérito dela e o desempenho dela foi excepcional”.

++ Morte acidental: Polícia deve arquivar investigações sobre MC Kevin
“E, depois de um tempo, eles anunciaram — e eu não sabia que eles iam anunciar. Eles entraram em contato, avisaram que iam seguir com ela. E eu já tinha falado: ‘Estou muito feliz, mesmo, com qualquer resultado, porque eu estou orgulhosa do que eu fiz’. Eu saí daquela reunião sabendo que eu tinha dado o meu melhor, e que eu era suficiente. Eu tinha que ser suficiente”, destacou.
Em seguida, relembrou como ficou sabendo que o papel era para interpretar a Supergirl: “E eles postaram uma conferência que eles fizeram, o diretor e a atriz, onde ele revelava para ela que ela, na verdade, seria a próxima Supergirl. Eu lembro que eu chorava de tanta alegria por ela, e de pensar que eu cheguei tão perto de ser um personagem tão icônico, e que todos tinham elogios, e que até hoje a gente mantém contato com essas pessoas.
“Foi um momento tão especial, e foi providencial. Acredito muito em Deus e acredito muito nas coisas que Ele faz, no tempo dele: logo em seguida eu voltava para o set de ‘Maldivas’ (série da Netflix que ela estrela com Manu Gavassi), e essa experiência me deu toda a confiança que eu precisava novamente para entrar naquele set segura da atriz que eu sou”, finalizou.
Nas redes sociais, fãs de Marquezine e dos filmes da DC foram pegos de surpresa com a revelação, mas especularam outros personagens que ela poderia assumir daqui em diante.
Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.