More

    Schmütz afirma que Juliana Paes tinha intenção de “provocar ódio” contra ela

    Data:

    A atriz Samantha Schmütz deu uma entrevista para a jornalista da Folha de S. Paulo, Mônica Bérgamo. No papo, a artista, que é crítica o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), revelou detalhes da briga que teve em junho com Juliana Paes.

    Anteriormente, Juliana divulgou um vídeo em que dizia ter sido agredida por uma colega com “palavras caluniosas” por não se posicionar. Com mais de 11 milhoes de acessos, Samantha foi identificada pelos internautas como a destinária da mensagem.

    A atriz e humorista explicou à Folha que o episódio aconteceu depois que enviou uma mensagem para a amiga, ao ver que Juliana elogiou um vídeo em que o assunto era o direito à isenção.

    ++ Após acidente com botijão de gás, Léo Stronda mostra cicatriz

    “Queria alertá-la, por ter respeito e carinho por ela. Eu falei: ‘Talvez, se você tivesse perdido alguém por Covid, como eu perdi o Paulo, você pudesse estar revoltada’”, afirmou Samatha.

    “No fim, ela me expôs. Não queria ter uma conversa particular exposta. Mas ela acabou se expondo mais do que eu, porque falou besteira, delirou”, disse.

    Ainda na entrevista, Schmütz afirmou que a intenção de Paes era a de provocar ódio: “Aquele texto que ela gravou (no vídeo) foi a resposta que me deu no WhatsApp. Pegou, copiou, botou no teleprompter e leu para as pessoas”.

    “Não entendi nada. Ela fala em polarização, mas tentou polarizar as pessoas contra mim. Reclama do discurso de ódio, mas está querendo provocar o ódio contra mim”, acusou.

    Por fim, Samantha afirmou que nunca mais falou com Juliana. As duas participaram da novela “Totalmente Demais”, em 2015.

    Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS 

    Mais Recentes