Entretenimento, Cultura e Lazer

‘Viviane foi injusta e o público levou isso em conta’, diz ex-professor

A trajetória polêmica de Viviane Araújo em “Super Dança dos Famosos” chegou ao final neste domingo, depois que o público decidiu eliminá-la do programa. O professor de dança, Adeilton Ribeiro, que foi o primeiro par dela na competição, comentou acreditar que a injustiça cometida por ela seria um dos motivos pela sua eliminação.

++Viviane Araújo, Dandara Mariana e Tiago Abravanel se classificam no ‘Super Dança dos Famosos’

“O que a Viviane fez não foi esquecido. Ela foi injusta e o público levou isso em conta. Fiquei no lugar da vítima, mesmo sem me vitimizar. Você não troca um profissional da área no meio de uma competição. Sou bailarino e professor, não poderia ter sido trocado assim. As pessoas tiveram muita empatia pela minha história e me abraçaram.”, desabafou o ex-parceiro da atriz.

Apesar do remorso em relação ao artista, Adeilton se mostrou muito feliz com o trabalho do professor que o substituiu, o dançarino Rodrigo Oliveira. Ele elogiou o colega por seu seu trabalho profissional depois de sua retirada do programa. Adeilton também fez questão de apontar outro fator que fez com que Viviane deixasse a competição:

“Uma apresentação com muitas falhas. O Rodrigo é um ótimo profissional, mas não pode fazer tudo sozinho. Existiram falhas técnicas da Viviane, o que é normal, mas isso estava visível. De qualquer forma, o resultado foi ótimo para eles.”, afirmou o profissional de dança.

Depois da decisão da atriz de trocar de parceiro, os dois não conversaram. O professor deixou claro que no início ficou bem indignado pela sua troca na “Super Dança dos Famosos”. Porém afirmou que Viviane não assumiu suas responsabilidades, e que até conversaria com ela, se a atriz tomasse a iniciativa.

++Viviane Araujo explica por que trocou de professor na ‘Super Dança dos Famosos’

“Fiquei com mágoa no momento do nervosismo, da raiva, mas hoje conversaria. Faltou a Viviane tomar responsabilidade para si. Poderia dizer: ‘não fui bem e vou me acertar com meu parceiro’. Não podemos sair culpando o outro, era um trabalho em equipe, e a verdade é a melhor solução. Infelizmente, não posso mudar a cabeça do outro e só falo por mim”, contou o dançarino, que atualmente tem estudado uma proposta de dança no exterior.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS