Entretenimento, Cultura e Lazer

Titi Müller e ex-marido falam sobre separação: “É um recomeço”

A apresentadora Titi Müller e ex-marido, Tomás Bertoni, apareceram juntos nos Stories da influeciadora. Titi aproveitou o momento para falar sobre a separação deles e a relação com o filho do ex-casal, Benjamin, de 1 ano.

“Eu e e o Tomás – que está pacientemente ao meu lado porque o Ben está doentinho e estamos nas epopeias da madrugada juntos -, viramos coach de separação”, se divertiu ela.

“Recebei muitas mensagens de pessoas falando que estão pensando em se separar. Quando bem demonstrou a matéria que a gente teve uma leve desconexão durante os últimos meses, ele não tinha nem assistido meu IGTV até agora, tive que implorar para ele assistir para dar um feedback sobre coisas que ele viveu também”, começou Titi.

“Ele assistiu e me deu um feedback muito interessante que acho muito legal contar aqui para todas as pessoas que tem vindo aqui nos pedir conselho sobre terminar o casamento. O Tomás é um milhão de vezes mais discreto do que eu, ele não vai se aprofundar muito nas redes sociais dele. E está aqui para falar os seus bons pontos”, continuou.

Titi estava se referindo a uma matéria da revista TPM em que anuncia o fim do relacionamento. Tomás, então, deu sua opinião sobre a matéria e afirmou que sofreu com o “baby blues”, uma espécie de depressão pós-paternidade.

“Não tem como comparar ao puerpério delas, mas é bem assustador o primeiro trimestre para mim. Quem for passar por isso em breve é massa ler sobre. Lembro de uma matéria que a minha mãe mandou sobre como um pai que vive a paternidade intensamente também pode ter queda de hormônio”, disse.

++ Alexandre Frota revela quanto ganhou fazendo filmes adultos

“Eu senti que eu voltei a ser quem eu era a partir do sexto mês do Benjamin. Homem já tem parada de achar que fraqueza é frescura e de não saber pedir ajuda. Peçam ajuda. Pode ser interessante se preparar para esse momento”, explicou.

Tomás fez questão de dizer que não será um pai “apenas de fim de semana”. “Recebi várias mensagens e esse é um motivo que eu não falo da vida pessoal”, afirmou.

“Tenho muita agonia dessas interpretações. Mas a Titi faz muito bem isso e positivamente. Mas eu não vou ser só um pai de fim de semana. Não vou entrar em detalhes”, esclareceu.   

Os dois abriram uma caixinha de perguntas e um seguidor questionou: como ser amigo do ex?  “Como se separar sem ter ódio do teu ex? Não deixe chegar a esse ponto. Não que não tenha muito ódio no caminho, mas não o ódio irreversível”, disse Titi.

“A gente precisa dar ênfase no quanto que a gente tentou também. A gente conseguiu terminar numa boa porque a gente elaborou bastante e fez terapia em casal”, continuou a jornalista.

“A gente ficou confortável e seguro. Se a gente tivesse batido martelo na primeira vez, até por impulsividade, certamente a gente não estaria de boa”, completou Tomás.

“Ele está passando por mil mudanças. A gente sabe que a vida é muito longa e a nossa vida juntos é eterna porque somos pais do Benjamin. Tomás vai continuar frequentando a minha vida para sempre. Não estou vendo como um fim, mas como um recomeço”, finalizou Muller.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS