More

    Kelly Key foge de ataque armado em shopping: “Estou em choque, apavorada”

    Data:

    Kelly Key passou por um sufoco daqueles ao visitar um shopping center na noite desta quarta-feira (25). A cantora presenciou uma tentiva de assalto armado ao lado da família e deixou o local correndo.

    Depois do ocorrido, ela falou nas redes sociais: “Atenção, gente, se vocês estiverem no Barra Shopping. A gente acabou de sair correndo. O menino rendeu o segurança com uma arma na cabeça dele”, contou.

    “Eu nem acreditei no que eu vi, todo mundo começou a correr. A gente foi correndo até o carro. Só para vocês tomarem cuidado. Eu nunca tinha presenciado uma coisa dessas na minha vida, estou em choque, apavorada, em pânico. Mas está tudo bem com a nossa família. Fiquem atentos se estiverem no Barra Shopping, por favor saiam daí”, avisou.

    A cantora estava muito nervosa e trêmula ao relatar o momento. Depois, ela apareceu mais calma para tranquilizar os seguidores: “Já está tudo bem. Estou em casa, mais calma”.

    “Fiz os stories passados como um alerta porque podiam ter pessoas dentro do shopping que eu podia alertar de alguma maneira e até tinha, recebi mensagens de vocês, pessoas que estavam no shopping no mesmo momento, que passaram pelo mesmo junto comigo”, afirmou.

    “Estávamos eu, meu marido, meu filho do meio de 16 anos. A gente estava vindo de outro lugar e estávamos no trânsito na Barra, umas 8 horas da noite, e o Mico falou pra gente parar no shopping porque o Vitor queria passar em uma loja específica”, começou.

    ++ Ex-esposa de Murilo Becker revela ter sofrido agressões do atleta: “Maxilar quebrado”

    “Fomos lá, compramos a roupa. A gente estava dando uma volta aleatória, só estávamos passeando, esperando o tempo passar e íamos jantar em um restaurante no shopping. Nisso a gente viu umas pessoas correndo e um pouco mais a frente avistamos, como se nós tivéssemos chegado por trás da situação”, continuou.

    “A gente viu claramente uma pessoa de costas dominando o segurança e tirando uma arma e colocando na cabeça…”, contou ela.

    “Saímos pela entrada que a gente entrou, fomos na mesma velocidade até o carro, que é blindado, e daquela forma a gente se sentiu um pouco mais seguro. Quando entrei no carro ainda tossia, me faltava ar, começou a me dar dor de garganta, ânsia”, relatou.

    “Só depois de sair do estacionamento, estar na rua, que comecei a raciocinar e falei ‘meu Deus, pode ter outras pessoas, será que alguém ta vendo meus stories’ e quis alertar as pessoas. Nesse momento a gente fica com misto de revolta e gratidão por estar tudo bem”, finalizou.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

    Mais Recentes