Entretenimento, Cultura e Lazer

Filhos de Cid Moreira acusam madrasta de coagir testemunha e avisam delegado

Investigada em um inquérito no Ministério Público do Rio de Janeiro, Maria de Fátima Sampaio Moreira, esposa de Cid Moreira, foi acusada pelos filhos do jornalista de coagir uma das testemunhas que a delatou. Rodrigo Radenzev Simões Moreira e Roger Felipe Naumtchyk Moreira enviaram nesta quarta-feira (11) uma petição para a 106ª Delegacia Policial, de Petrópolis, em que detalham a situação.
No mês passado, os filhos do ex-âncora de 93 anos pediram a abertura de uma apuração policial no MP-RJ em que pedem a prisão preventiva da madrasta por considerarem que ela se apropriou dos bens do ex-apresentador e faz uso deliberado do patrimônio do parceiro. No mesmo dia, também solicitaram a interdição do pai no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
Na semana passada, o MP-RJ enviou o caso para a 106ª DP. Lá, o delegado Ney José Tales passou a liderar a investigação. Inicialmente, sabe-se que Fátima foi procurada duas vezes, mas os investigadores não conseguiram localizá-la nos endereços correspondentes.
Nesta quarta-feira, no entanto, um novo acontecimento foi atrelado ao caso. Roger e Rodrigo, por meio de sua defesa, enviaram um ofício para o delegado delatando que uma das testemunhas apresentada por eles vem “demonstrando medo”.
Explique-se: nos últimos dias, dois depoimentos foram incluídos nos autos. No primeiro deles, um rapaz de Minas Gerais relatou que um irmão de Fátima teria depenado a sogra idosa. Em uma conversa de mais de duas horas de duração com Roger, o jovem descrevia supostas infrações da família Sampaio.

++ Juliette ganha comentário do atleta Italo Ferreira e fãs shippam
A similaridade no comportamento dos irmãos fez o defensor dos herdeiros pedir que a família da companheira do apresentador seja investigada por formação de quadrilha. Na visão do advogado, eles agem com certa semelhança diante de pessoas vulneráveis.
Com a repercussão do caso, esse declarante voltou a contatar Roger, mas para requisitar que seja retirado da ação. “A testemunha que declara os crimes praticados pelo irmão de Maria de Fátima em face de uma idosa, com o mesmo modus operandi, vem passando recados para que eu tire seu nome e sua declaração, demonstrando medo”, consta no ofício enviado à polícia.
Para a defesa dos irmãos Moreira, o homem de Minas Gerais demonstrou sinais de que está sofrendo cerceamento. “A impressão é que Maria de Fátima e seu bando estão pressionando a testemunha a ponto de deixá-la desesperada”, aponta.
“Tem-se notícias também que a querelada se apresenta em programecos vespertinos da capital de São Paulo difamando o funcionário que trabalhou 26 anos para o querido pai, e que foi despedido pela querelada porque sabia e via demais”, descreve. O ex-empregado citado é a segunda testemunha do imbróglio: um ex-caseiro que relatou maus-tratos ao jornalista.
Além da denúncia de coação, Roger e Rodrigo fazem uma exigência na petição enviada ao delegado Tales. Eles pedem que Fátima Sampaio apresente a certidão de casamento com Moreira, pois querem saber quando exatamente os dois oficializaram a união no papel.
Ao Notícias da TV, Angelo Carbone, advogado dos herdeiros do locutor, comentou o desdobramento do inquérito. Sobre a aflição da testemunha, o defensor indica que, devido ao andamento do caso, o rapaz deve explicações apenas às autoridades. “Quando a gente vê um crime, não pode ficar quieto. Depois que nós mandamos o caso para a polícia, ele começou a nos ameaçar e pedir que fosse retirado do caso. Mas, quando tomamos conhecimento de um crime, temos que noticiar”, esclarece.
“Agora, ele está se comunicando com Fátima. O que ela faz? Pressiona e acossa as pessoas. Falei para ele ir à delegacia e explicar tudo para o delegado”, detalha.
A respeito da exigência para que o casal exiba a certidão de casamento, Carbone especificou que a defesa quer saber a idade exata em que o jornalista oficializou a relação com a esposa, pois após os 70 anos, o matrimônio só é possível com separação total de bens. “Se ele tiver casado antes dos 70 anos, seria outro padrão de casamento”, comenta.
Dependendo do que a documentação mostrar, os filhos do ex-funcionário da Globo pretendem iniciar uma nova averiguação. Desta vez, sobre o que de fato cabe à madrasta como companheira.
Até o fechamento desta matéria, Cid Moreira não se pronunciou sobre o caso.
Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.