Entretenimento, Cultura e Lazer

Caso Seungri: Conheça o Idol de Kpop que foi condenado a 3 anos de prisão

Lee Seung Ri debutou no Kpop em 2006, junto de seu grupo Big Bang. O artista viveu uma carreira de sucesso, em um dos grupos mais aclamados do pop coreano. Porém, em 2019, seu sucesso foi por água abaixo. Ao ser acusado de envolvimento em um esquema de apostas ilegais e meretrício em uma boate que era investidor na Coreia do Sul.

++8 situações onde idols do KPOP quase morrem nas mãos dos fãs

Quando o escândalo veio à tona há quase três anos atrás, o Idol anunciou sua aposentadoria do mundo da música e decidiu se alistar no serviço militar obrigatório do país. A investigação, chamada de Burning Sun ( mesmo nome da boate), acusou Seungri de aproximadamente nove crimes. 

Além do membro do famoso grupo BigBang, outros artistas como Jung Joon-Young e Choi Jong-Hoon (ex-FT Island) foram condenados para a prisão por crimes como assédio e abuso carnal. De acordo com os responsáveis pelo caso, Seungri era a pessoa que arrumava favores de relacionamento afetivo para estrangeiros.

Esses estrangeiros iam até a boate em busca desses favores, e acabavam recompensando financeiramente o cantor de Kpop. Outros crimes, como envolvimento em apostas ilegais, foram descobertos. Seungri promovia jogos no exterior, como em Las Vegas, e fazia transações entre os países, que consideravam isso ilegal.

Na época em que a investigação começou, alguns detetives responsáveis afirmaram que o idol demonstrava remorso pela situação. Ele ainda tentava culpar outras pessoas pelos crimes que cometeu. A empresa de Seungri o defendeu e soltou algumas notas a seu favor quando as investigações estouraram em 2019.

++Artistas do KPOP que tem canal no Youtube para você acompanhar

No entanto, este ano, ele finalmente foi condenado a passar cerca de três anos na cadeia sul-coreana. O artista também deverá pagar uma multa de 5 bilhões de won coreanos, que em reais é cerca de 5,1 milhões de reais. Seungri ainda tem o direito de apelar para a decisão, apesar de tudo.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS