Entretenimento, Cultura e Lazer

Gio Ewbank se emociona ao falar sobre racismo no programa de Thelma Assis

O mais novo programa de Thelma Assis, vencedora do ‘BBB 20’, o “Triangulando”, teve a sua estreia na noite desta terça-feira (29). O programa de estreia da médica teve como temática central a desigualdade racial no Brasil, e contou com Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Djamila Ribeiro como convidados . 

Ao falar sobre a temática, a mãe de TitiBless e Zyan foi levada às lágrimas ao falar sobre os contrastes na educação dos filhos: “Hoje a gente ainda não tem papos como esse com as crianças porque eles ainda são novos, mas a gente já os instrui de outra maneira. Temos muitos livros em casa, muitas referências”, contou Giovanna Ewbank. 

“Isso as prepara de uma maneira mais lúdica, não tão cruel como é na realidade, mas preparando para ter esse papo com eles, o que com o nosso filho Zyan, que é um bebê branco, a gente não vai precisar ter. Isso é uma coisa que nos machuca muito também, que vai existir essa diferença na criação”, disse a apresentadora.

Emocionada, Giovanna Ewbank afirmou que procura criar os filhos para serem “fortes” diante do cenário em que vivemos e ainda defendeu que todos os três compartilharão das referências antirracistas que eles tentam trazer para casa. 

++ Gio Ewbank posta foto com Zyan e fãs comentam: “É a miniatura do Bruno”

“Temos que ser muito fortes para deixá-los muito fortes. Nós, que fomos crianças brancas, não passamos por nada disso e tudo isso que a Djamila falou é muito cruel. A gente sabe que em algum momento vamos ter que ter esse papo com as crianças. Eles não estão imunes a nada”, defendeu. 

Ainda, durante o programa, Thelma abordou a questão da adoção na família de Bruno e Giovanna. Segundo dados levantados pela apresentadora através do Conselho Nacional de Justiça, dentre os 42.480 pretendentes à adoção, 44,53% não querem adotar crianças negras. “Só aqui nesse triângulo temos três exemplos de como a adoção mudou a vida das pessoas: Eu, Titi e Bless“, pontuou Thelma. 

Giovanna Ewbank então defendeu que, na sua opinião, foi a vida do casal mudou radicalmente com a chegada dos filhos: “Mais do que mudar a vida deles, mudou a nossa vida. Eu me vejo um ser humano muito melhor, muito mais evoluído. Eu não escolhi raça, eu escolhi o amor. Eu fico muito abalada e muito triste de ouvir uma estática como essa, isso para mim é inaceitável”, afirmou. 

“Tudo o que fazemos e tudo o que somos é por conta deles. A experiência da maternidade e da adoção com eles, eu não tinha vontade de ter filho da barriga, de tão completos que nós sempre estivemos com os dois.” 

Bruno Gagliasso ainda defendeu que “adoção é amor, não tem cor, não tem CEP”, e pontuou a necessidade de falar sobre desigualdade racial no Brasil:  “Isso mostra como está enraizado, mostra como a gente precisa trabalhar, ouvir, perceber o outro, porque isso é muito forte.” 

“Triangulando” será exibido toda terça-feira às 21h no canal de Thelma Assis no YouTube. 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.