Entretenimento, Cultura e Lazer

Antônia Fontenelle quer “mostrar como se faz jornalismo”

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que o diploma de jornalismo não é obrigatório para o exercício da profissão. Por isso, não é mais necessário estudar quatro anos para ostentar o título. Aproveitando a ocasião, a youtuber Antônia Fontenelle recebeu a carteira de jornalista do presidente da Associação de Imprensa Paulista, Sérgio Redó. Ela também ganhou o cargo de Diretora de Jornalismo em Redes Sociais da associação.

++ Jornalista processa Antônia Fontenelle

“Em época de uma imprensa vendida, cheguei pra fazer a diferença. A imprensa marrom não pode mais dominar. É inaceitável o que, por exemplo, a TV Globo faz, militando descaradamente para derrubar o presidente, publicando mentiras e distorcendo as coisas. Jornalismo tem que ser imparcial e ético e ganhei esta carteira pela minha imparcialidade. Eu entrevisto pessoas de direita, mas abro espaço para quem é contra também. Quando entrevista uma mulher que está lutando pela pensão, chamo o homem também. Jornalismo é ouvir os dois lados e é o que menos a imprensa faz hoje em dia. Mostro para a imprensa marrom como fazer o verdadeiro jornalismo”, disse à coluna.

Vale lembrar que apesar da nova profissão, a youtuber enfrenta forte disputa contra jornalistas. Ela já registrou queixa-crime contra alguns colegas e também é processada.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS