Entretenimento, Cultura e Lazer

Adriane Galisteu relembra ensaio para “Playboy” 25 anos depois

Hoje, Adriane Galisteu é uma apresentadora consagrada, com trabalhos até na Europa. Mas houve um momento de sua vida em que a rotina era outra. Com um irmão soropositivo e dificuldades financeiras, ela teve uma mudança de paradigma há cerca de 25 anos atrás quando recebeu uma bolada para posar para a Playboy. Em entrevista ao canal Clube da VIP, no YouTube, ela contou tudo.

++ Adriane Galisteu consegue chegar em Portugal para apresentar programa

“Nunca escondi que fiz por dinheiro. Eu vivia de favor na época que surgiu o convite. Eu estava num momento muito difícil, não só pela morte do Ayrton. Não sabia o que ia acontecer comigo. Tinha também um irmão doente em casa. Não tinha outra saída e decidi fazer. Me apeguei nas mulheres, todas poderosas, que já tinham feito e me deram a chance de escolher a equipe a dedo. Foi um marco na minha vida pessoal e profissional e me deu estabilidade financeira”, explicou Adriane.

Seu irmão faleceu logo depois do ensaio, em decorrência da AIDS. Além do problema familiar, Adriane tinha o desafio de fazer um ensaio tão importante aenas quinze meses depois da morte do ídolo Ayrton Senna, com quem ela viveu um relacionamento intenso.

A sua edição da Playboy vendeu cerca de um milhão de exemplares. Com mais de dez mil cliques, o fotógrafo JR Duran só fez questão de uma imagem: a famosa fotografia em que Adriane se depila.

“Ele estava certo. Até hoje acho que só vendeu tanto por causa do bafafá criado por essa foto. Virou até matéria do ‘Fantástico’ na época” lembra. “Não existia photoshop na época. A foto da depilação, olhando com uma lente de aumento, mostrava um pouco mais do que podia aparecer. Então, chamaram alguém para pintar de nanquim uns pelinhos na foto para cobrir. Foi o único, digamos, photoshop da revista”, revela.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS.