Entretenimento, Cultura e Lazer

Príncipe Harry sugere à Família Real reconhecer erros do passado do Império

Ex-integrante da realeza britânica, o príncipe Harry sugeriu que é necessário reconhecer erros do passado, ao participar de uma reunião com jovens lideranças de países que faziam parte do antigo império: “Quando você olha para a Commonwealth, não há como seguir adiante, a menos que reconheça o passado”, disse ele por videoconferência. 

O príncipe se referia ao histórico envolvendo a organização intergovernamental Commonwealth, criada oficialmente em 1931.O surgimento da organização teria ligação direta com as descolonizações de territórios até então subordinados ao Reino Unido, que se tornaram independentes. Atualmente, a organização é chefiada pela Rainha Elizabeth 2ª, avó de Harry. 

Harry ainda apontou que era necessário rever questões políticas do Império Britânico, mesmo que possa ser considerado “desconfortável”: “Não vai ser fácil e, em alguns casos, não será confortável, mas precisa ser feito, porque, adivinhem, todos se beneficiam”, afirmou. 

++ Marília Mendonça defende Maiara após críticas: “Mulherada louca pra casar julgando”

Recentemente, Harry pediu desculpas por racismo e erros do passado publicamente. No evento em lembrança de sua mãe, a princesa Diana, ele disse que quer cooperar para o fim do racismo institucional: “O preconceito inconsciente deve ser reconhecido sem culpa para criar um mundo melhor para todos vocês”, disse. 

As falas de Harry vão se contrapõe ao silêncio do Palácio de Buckingham. No final de semana após o assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, famosos do mundo todo se manifestaram a favor da valorização das vidas negras e exaltaram o movimento “Black Lives Matter”. 

Na ocasião, a rede social da Família Real postou uma foto da Rainha Elizabeth andando de pônei. A publicação foi alvo de críticas. 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.