Entretenimento, Cultura e Lazer

Prior entra na justiça contra empresa de turismo e câmbio

Na semana passada, o arquiteto Felipe Prior entrou com um processo contra a empresa Fasttur Turismo e Câmbio. Ele alega ter sido vítima de golpe de prática de pirâmide financeira após depositar R$ 100 mil na conta da empresa em 2019. O ex-BBB pede indenização de R$ 140 mil por rescisão de contrato e dano moral. 

++ Felipe Prior cobra Globo por ausência de ensaio: “esqueceram?”

A ação também aciona judicialmente as empresas Nova Consultoria e AVL Administração de Bens, que teriam envolvimento na transação. Os advogados de Prior afirmam que lhe foi prometido rendimento de R$ 300 por dia útil mediante aplicação de R$ 100 mil, através de transações de dólares. Seus advogados alegam que Prior se encontra em séria dificuldade financeira.

“A situação vivida pelo requerente, atualmente, é extremamente grave, decorrente de todo processo de dificuldade enfrentada ao depositar, sem saber, toda a economia de uma vida em um esquema de pirâmide, o qual foi vítima”, descrevem no processo.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS