Entretenimento, Cultura e Lazer

Aguinaldo Silva defende José Mayer, acusado de assédio, em entrevista a Fabiola Reipert

Na última quinta-feira (5), Aguinaldo Silva esteve na RecordTV, em São Paulo, para ser entrevistado por Fabíola Reipert, jornalista que está a frente do programa “Hora da Venenosa”.

A presença do autor na sede da RecordTV causou rumores e uma grande movimentação na emissora, e também nas redes sociais com especulações se ele poderia vir a ser autor de uma das tramas da televisão.

De acordo com informações da coluna do Leo Dias, do UOL, ao longo de mais de uma hora o ator discutiu os mais diversos assuntos com a jornalista, além de polêmicas envolvendo estrelas da Globo.

++ Gabi diz ter tido medo de Guilherme: “Jogou uma garrafa”

No bate-papo, o autor teria defendido José Mayer, acusado de assédio sexual por uma figurinista da Globo, o que causou comoção na emissora e em muitas atrizes. Na entrevista, o autor lamentou a punição imputada ao ator, e ressaltou que, para ele, a denúncia contra Mayer nunca foi formal e foi baseada em uma carta publicada em um blog.

Aguinaldo ainda teria ressaltando as consequências físicas e mentais do ator após a acusação ter ganhado tamanha repercussão, e revelou que tem planos para o ator em uma peça teatral, em que Meyer estaria encenando ao lado de Beth Faria.

Em relação a Marina Ruy Barbosa, que foi citada por diversas vezes como pivô da separação entre José Loreto e Débora Nascimento no Carnaval passado, o ator ressaltou que ela teria sido colocada no meio de uma história da qual nunca fez parte e a defendeu de forma contundente.

Já sobre “Sétimo guardião”, considerado um fracasso em relação a outras obras do autor, Aguinaldo disse que tudo se deveu a problemas de produção e edição, que não transmitiam o que ele gostaria de ter passado: “Parecia uma novela de terror”, disse.

Não deixe de curtir nossa página  no  Facebook  e também  no Instagram  para mais  notícias  do JETSS.