Entretenimento, Cultura e Lazer

Cris Vianna faz desabafo sobre racismo: “Mulher preta não fica rica rápido”

Em entrevista à Matheus Mazzafera na “TV Vogue”, Cris Vianna foi sincera ao falar sobre a profissão e o racismo.

++ Cris Vianna rebate comentário de jurada que a julgou por sua altura: ‘São esses estereótipos que a gente quer tirar’

Após participar de 12 novelas, muitos acreditam que Cris Vianna seja rica, porém as coisas não são assim tão fáceis. “Vou te falar uma coisa bem triste de ouvir: mulher preta não fica rica rápido. Com o currículo que eu tenho era para eu estar milionária se talvez eu não fosse negra”, disse.

Em seguida, Mazzafera quis falar sobre o racismo: “Você acha que se fosse loira do olho azul você já estaria lá?”. Ao que a atriz respondeu: “Não sei se loira, mas branca com certeza”.

A respeito de sua carreira na televisão, ela comentou as adaptações que precisou fazer para suas personagens: “Dentro das que já fiz, o que me apresentavam sempre e eu tinha que me adaptar era o floral, o colorido. Eu tive que aprender a usar. Nunca gostei de florido, me soava estranho até me adaptar. Tem aquela coisa de que a Cris não usaria, mas a personagem usa. Hoje eu já coloquei na minha vida, escolho aqueles que ficam bons em mim”.

O trabalho mais recente de Cris Vianna na Globo foi no folhetim “O Tempo Não Para” das 19h. A musa já esteve em “A Regra do Jogo” (2015), “Império” (2014), “Salve Jorge” (2012), “Fina Estampa” (2011), “Tempos Modernos” (2010), “Paraíso” (2009), “Duas Caras” (2007), “O Profeta” (2006), “Sinhá Moça” (2006) e “América” (2005).

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS