Entretenimento, Cultura e Lazer

Cleo Pires fala sobre a família e comenta fama de antipática: “Depende do dia”

Em entrevista ao programa de rádio “Pânico”, Cleo Pires abriu o jogo sobre sua relação com a família.

++ Indignada, Cleo Pires faz desabafo sobre crise política no país: “Menos corrupção”

Nesta quarta-feira (13), a atriz contou que por ser filha de pais famosos, sofreu bullying na escola. “A história da minha vida é gente me olhando torno. Era a filha da Glória Pires e do Fábio Júnior na época da escola, era a única filha de artista. Não era nem uma questão de me acharem patricinha, mas eu era o item diferente. Tinha pequenos bullyings. Todo mundo já sofreu, né? Já sofri e infringi. Todo mundo já foi vítima e já fez, como todo mundo brasileiro”, disse.

Sobre a mãe Glória Pires, ela foi só elogios: “Tenho uma ligação muito forte com a minha mãe. Quando eu era neném — ela me teve muito nova e com muita consciência –, se separou do meu pai, Fábio, sofreu muito, foi mãe solteira naquela época, trabalhando muito… A gente era parceira no crime. Não tem como comparar. Ela sempre vai estar do meu lado”.

A cantora revelou que tem um ótimo relacionamento com o padrasto, Orlando Morais, marido da mãe: “De apego, de sentir saudade… a pessoa que sou mais assim é o meu pai, Orlando, acredita?”.

Com o pai, Fábio Júnior, possui uma relação de admiração: “Sou fã da minha família. Ele é muito chorão, ele chora por tudo. Ele é rock’n’roll real”.

O feminismo foi uma das pautas do bate-papo. Ela foi enfática a respeito do assunto: “Estou quietinha, vai mexer comigo para quê? Nesse caôzinho de vocês [homens] falarem que são fracos, faz vocês pegarem todo mundo e ninguém falar mal de vocês, faz vocês assoviarem para gente na rua, faz vocês não terem que trocar fralda de filho… Fiquem fortes!”.

Durante a conversa, Cleo comentou sobre sua fama de antipática: “Eu sou, às vezes. Sou interessante e antipática, às vezes. Depende do dia (risos). É uma impressão porque tenho uma cara meio séria. E aí, se não estou rindo aos quatro cantos do mundo parece que estou meio entojada da vida. Também não fico fazendo tipinho ‘aí, como eu sou simpática, pode falar o que você quiser que eu vou rir e achar fofo’. Não sou essa pessoa”.

Após lançar seu primeiro EP “Jungle Kid” como cantora, ela se prepara para estar na próxima novela das 21h “O Tempo não Para” da Globo. Seu último trabalho na televisão havia sido na série “Supermax” de 2016.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS