Entretenimento, Cultura e Lazer

Saiba o significado de “cringe”, a mais nova gíria das redes sociais

Nas redes sociais, não se fala de outra coisa. A gíria “cringe” virou motivo de debate entre os jovens da Geração Z (nascidos no final dos anos 90 até 2010) e os Millennials (nascidos nos anos 80 até meados dos anos 90).

Alguns famosos embarcaram na treta, e se questionaram, afinal, o que é “cringe”? “Tá… na moral… Cansei de ter vergonha. Vou perguntar. O que é cringe?”, tuitou o jornalista Felipe Andreoli. Ana Clara, ex-BBB, também perguntou: “Pessoal, perdão, eu não queria fazer essa pergunta, mas o que é cringe?”.

Ao pé da letra, a mais nova gíria significa “vergonha alheia”. Nas redes, ela é usada para dizer que tal atitude não é tão maneira quanto as pessoas acreditavam que fosse, que tal roupa ou piada é “cafona” e gerou vergonha à sua volta.

++ Lexa desabafa sobre cirurgia de emergência: “Sofria muito”

O cantor da música “Menina Veneno”, Ritchie, entrou na discussão e deu um recado:”‘Cringe’ é um verbo inglês, não um adjetivo. Dizer que ‘fulano é cringe’ não faz sentido algum. No máximo, poderia se dizer que fulano é ‘cringeworthy’, (digno de desgosto, asco ou desprezo). De nada”. 

O debate se intensificou quando Millenials perguntaram para os jovens da Geração Z o que eles consideravam como “cringe”. Entre alguns fatores citados, está “usar calça skinny”, “rir com emojis”, “amar café”, “ser obcecado por Harry Potter”, “não parar de falar sobre boletos e gatos”, “gostar de ‘Friends'”, “usar sapatilha e unha postiça” e “dividir o cabelo de lado”.

A atriz Fernanda Paes Lemes se identificou. E você, é cringe?

 

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS