Entretenimento, Cultura e Lazer

 8 famosas que já foram agredidas por seus companheiros

A cada dois segundos uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil. Os dados são do Instituto Maria da Penha e usam como base a pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública realizada em fevereiro de 2017, em 130 municípios.

A taxa de violência contra as mulheres, seja ela cometida por companheiros ou não, é alta e persiste mesmo com as leis que tentam coibir esses crimes.

No entanto, engana-se quem associa a violência contra a mulher a anônimas. Muitas famosas já foram vítimas desse tipo de abuso. Confira em nossa galeria 8 famosas que já foram agredidas por seus companheiros

  1. Luiza Brunet: A atriz revelou, em depoimento ao Ministério Público, que já havia sofrido outras agressões físicas e psicológicas durante o período em que ficou com o empresário Lirio Parisotto. A artista, no entanto, não havia prestado outras queixas contra o ex-companheiro até o episódio que aconteceu em Nova York, em 2016. “Dei publicidade ao caso para que outras mulheres vítimas de violência tomem coragem e não se calem”. O empresário nega as acusações e diz que há contradições nos depoimentos da ex.
  2. Brisa Ramos: A atriz acusou o então namorado Kadu Moliterno de tê-la agredido por três vezes durante o relacionamento de cinco meses. Ela afirmou não ter feito a denúncia anteriormente por acreditar que o companheiro poderia mudar. “Hoje me arrependo imensamente de não ter ido a uma delegacia desde a primeira agressão, uma vez que acreditei que ele poderia ser uma pessoa melhor”, contou em 2014 em entrevista ao “EGO”. Segundo ela, o ex costumava “sacudi-la”. “Nunca o havia denunciado porque achava que a pessoa tinha que ter hematoma no corpo para dar queixa. Depois, conversei com um advogado, e ele disse que não”. Kadu Moliterno já foi acusado de agressão em outra ocasião há dez anos, quando a ex-mulher Ingrid Saldanha, com quem o ator teve três filhos, registrou queixa na delegacia contra ele por espancamento.
  3. Palmirinha: A querida cozinheira e apresentadora Palmirinha, revelou em 2012 ter passado por um relacionamento abusivo com seu ex-marido. Segundo ela, três mulheres do então companheiro estiveram presentes em sua festa de casamento. “Ele bebia muito, tinha várias amantes. Eu achava que se eu me separasse dele eu iria prejudicar o futuro das minhas filhas. Apanhei muito dele até minha segunda filha se casar. Aí eu me separei, eu tinha 45 anos”, relatou. “Minha família dizia que mulher que se separava do marido não prestava”.
  4. Rihanna: “Eu era muito protetora dele. Eu sentia que as pessoas não entendiam ele. Mas depois de um tempo naquela situação, você percebe que você é o inimigo. Se você suporta o que está acontecendo, talvez esteja aceitando que merece esse tipo de coisa, e foi aí que eu finalmente tive que dizer, fui estúpida em pensar que poderia aguentar isso”, revelou em entrevista à “Vanity Fair”. “O que os homens não compreendem quando batem em uma mulher é que o rosto, o braço quebrado, os olhos roxos vão se curar. Esse não é o problema. O problema é a ferida por dentro. Você relembra, você relembra o tempo todo”, concluiu em uma entrevista a Diane Sawyer, no programa “Bom Dia América” da rede de televisão ABC.
  5. Gretchen: “Eu era agredida todos os dias. Agredida de verdade. Eu era espancada. Eu apanhava por qualquer motivo. Eu apanhava porque sorria, apanhava porque ficava triste, eu apanhava porque tomava banho com as minhas irmãs quando elas iam lá em casa. E ele não tinha nenhum problema com bebida. Ele me batia porque era psicopata. Mas, quando passava a crise, vinha chorando, passava mal do coração, dizia que tinha problema e que não vivia sem mim, que se eu saísse [de casa] ele morria. Eu vivia em uma gaiola de ouro, porque ele realmente tinha muito dinheiro”, desabafou a cantora em um vídeo em seu canal sobre violência contra a mulher. Segundo ela, o terceiro marido chegou a apontar um revólver em seu pescoço após ela tentar ir embora, ameaçando também o filho que os dois tiveram juntos.
  6. Luana Piovani: Em 2008, a atriz acusou Dado Dolabella de tê-la agredida em uma boate no Rio. A camareira de Luana também se machucou durante a confusão. Dado foi condenado, em 2014, a dois anos e nove meses de prisão em regime aberto. “Ele me agrediu, sim, fisicamente. Tanto que ele foi processado. Só que na Esmê (de Souza, a camareira, de 65 anos na ocasião), a agressão dela foi considerada grave. Ela ficou com os dois antebraços engessados. No meu caso, foi uma bifa gigante na fuça mesmo, na cara. E me machucou os braços, porque me apertou. Mas eu não deixei de trabalhar. Só fiquei usando um casaquinho para conter a vergonha dos braços”, relembrou ela recentemente em canal do YouTube. “Aquela cena me fez ver que não quero isso pra mim. Ainda bem que aconteceu antes de eu me casar com ele. Fui salva aos 44 minutos do segundo tempo”, disse Luana à “IstoÉ Gente” na época. Em 2009, por votação popular, Dado ganhou o reality rural “A Fazenda”.
  7. Ellen Cardoso: A eterna Mulher Moranguinho denunciou Naldo Benny por agressão em 2017. A polícia prendeu o cantor em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. A famosa disse que Naldo a agrediu como chutes, puxões de cabelo e socos — ele segue respondendo pela denúncia e por porte ilegal de arma e recebeu o perdão de Cardoso.
  8. Joelma: Em entrevista para revista Marie Claire, a cantora contou que o primeiro caso de agressão aconteceu dois anos após eles terem se conhecido em 2000, e disse que tinha “vergonha” das pessoas vê-la com “o rosto cheio de hematomas”. Recentemente, Joelma desabafou em entrevista ao Fantástico: “E se eu estou viva, é porque um cantor que trabalhava junto comigo me tirou da mão da pessoa na hora [da agressão], porque não era nem para eu estar viva hoje”.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS