More

    Cineasta afirma que negou ‘Um Lugar Silencioso: Dia Um’ por diferenças com John Krasinski

    Data:

    O cineasta Jeff Nichols, diretor de “Clube dos Vândalos”, revelou o motivo de ter abandonado a direção do derivado “Um Lugar Silencioso: Dia Um”.

    ++ Explorando o diferente: Veja grandes filmes de ficção científica lançados nos últimos 5 anos

    Assim, segundo ele, que foi convidado pelo próprio John Krasinski, não havia espaço para criar um filme próprio.

    “Ele era fã dos meus filmes e me perguntou se eu queria fazer essa prequela”, lembrou em entrevista ao The Wrap.

    “Na época, [o filme] parecia estar tematicamente alinhado com alguns dos trabalhos que eu havia feito. Eu tive uma ideia de como abordá-lo de uma forma que me deixasse confortável, e que ele pareceu gostar.

    Eu pensei: ‘Acho que esse é um filme que pode ser feito'”, continuou, lembrando que enviou um roteiro.

    ++ Em mais uma viagem internacional, Lula participará da Cúpula do G7 esta semana

    Porém, logo ele identificou alguns problemas nos bastidores que o fizeram recusar o projeto. “É difícil dizer isso sem soar pretensioso, mas já fiz filmes suficientes na minha carreira a ponto de que, se eu fizer esse, virou meu filme”, disse ele.

    “E a verdade é que ‘Um Lugar Silencioso’ é o filme dele [John Krasinski]”. A decisão de se afastar, explicou ele, “não é sobre ego, é sobre processo”.

    Ele segue: “Em algum momento, você percebe que nunca será o seu filme. É melhor se eu apenas me afastar e deixar que outras pessoas façam isso”. Nichols que acabou optando por dirigir “Clube dos Vândalos”, em cartaz nos cinemas.

    Lançados em 2018 e 2020, Um Lugar Silencioso e sua continuação arrecadaram, juntos, mais de US$600 milhões nas bilheterias mundiais.

    Primeiro spin-off da franquia, “Um Lugar Silencioso: Dia Um” tem estreia marcada para junho nos cinemas.

    Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do Jetss

    Mais Recentes