Entretenimento, Cultura e Lazer

Dia Nacional do Orgulho LGBT: Comemore com esses 8 filmes

O longa foi feito a partir de um curta com o mesmo nome (Foto: Divulgação)
O longa foi feito a partir de um curta com o mesmo nome (Foto: Divulgação)

Hoje, no dia 25 de março, comemora-se o Dia Nacional do Orgulho LGBT. Segundo um relatório publicado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), o Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo. De acordo com os dados, foram mortos 297 pessoas no país, de forma violenta e relacionada à sua sexualidade ou identidade de gênero em 2019.

A indústria cinematográfica brasileira é extremamente rica, apesar de muitos não saberem disso. As produções não conseguem chegar no público, às vezes por falta de divulgação, de interesse e de investimento. Para entender mais sobre como é ser LGBT em um país como o Brasil e celebrar as nuances da sexualidade e da identidade de gênero, a Jetss separou oito excelentes filmes:

1. Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

A película foi aclamada pelo público e pela crítica (Foto: Divulgação)
A película foi aclamada pelo público e pela crítica (Foto: Divulgação)

Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.

2. Tatuagem

O talentoso Irandhir Santos está no elenco (Foto; Divulgação)
O talentoso Irandhir Santos está no elenco (Foto; Divulgação)
Paulete, a estrela de um ousado grupo de teatro, recebe a visita de seu cunhado militar, o jovem Fininha. Surge um tórrido relacionamento entre os dois, e agora o soldado precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura.

3. Bixa Travesti

Linn da Quebrada já participou da série da Globoplay, "Última Chamada" (Foto: Divulgação)
Linn da Quebrada já participou da série da Globoplay, “Última Chamada” (Foto: Divulgação)
Conheça a trajetória da cantora transexual Linn da Quebrada. Acompanhe também a cena musical produzida por artistas trans em São Paulo.

4. Praia do Futuro

Wagner Moura interpreta o protagonista Donato (Foto: Divulgação)
Wagner Moura interpreta o protagonista Donato (Foto: Divulgação)
Donato trabalha como salva-vidas, e seu irmão caçula tem grande admiração por ele, devido à coragem demonstrada ao se atirar no mar para resgatar desconhecidos. Um deles é Konrad, um alemão de olhos azuis que muda por completo a vida de Donato após ser salvo por ele. É quando Ayrton, querendo reencontrar o irmão, parte para Berlim.

5. Bacurau

Silvero Pereira interpreta Lunga, um personagem não-binário (Foto: Divulgação)
Silvero Pereira interpreta Lunga, um personagem não-binário (Foto: Divulgação)

Os moradores de Bacurau, um pequeno povoado do sertão brasileiro, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, eles percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade. Quando carros são baleados e cadáveres começam a aparecer, Teresa, Domingas, Acácio, Plínio, Lunga e outros habitantes chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Agora, o grupo precisa identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.

6. Madame Satã

Lázaro Ramos compõe o elenco de peso do longa (Foto: Divulgação)
Lázaro Ramos compõe o elenco de peso do longa (Foto: Divulgação)
Nas favelas do Rio da década de 1930, João Francisco dos Santos é várias coisas – filho de escravos, ex-presidiário, bandido, homossexual e patriarca de um bando de párias. João se expressa no palco de um cabaré como o travesti Madame Satã.

7. Califórnia

O drama adolescente traz discussões muito importantes (Foto: Divulgação)
O drama adolescente traz discussões muito importantes (Foto: Divulgação)
Estela, uma adolescente do início dos anos 1980, vive os conflitos típicos da idade, de identidade, amizade e amor. Ela tem um ídolo, o tio Carlos, jornalista musical que vive nos Estados Unidos, e o maior sonho da menina é visitá-lo na Califórnia durante as férias. No entanto, seus planos vão por água abaixo quando ela descobre que é ele quem está voltando para o Brasil, magro e debilitado por consequência de uma doença sobre a qual a medicina apenas começava a se debruçar: a aids.

8. Laerte-se

Entenda mais sobre o processo criativo de umas dar maiores cartunistas brasileiras (Foto: Divulgação)
Entenda mais sobre o processo criativo de umas dar maiores cartunistas brasileiras (Foto: Divulgação)

A cartunista Laerte passou quase 60 anos se expressando e sendo identificada como homem, até que decidiu revelar sua identidade de mulher transexual. Uma das artistas mais reconhecidas do Brasil, Laerte teve três filhos e passou por três casamentos.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.