Entretenimento, Cultura e Lazer

Altas Horas | “Virei repórter porque era viciado no Tintin”, admite Pedro Bial

Pedro Bial é um dos convidados do programa “Altas Horas” que vai ao ar nesse sábado, 30. Ele, que é um jornalista muito reconhecido tendo participado de importantes coberturas como a Guerra do Golfo, a reunificação da Alemanha e a morte de João Paulo II, contou para o apresentador Serginho Groisman que a vontade de ser jornalistas veio muito antes disso. “Virei repórter porque era viciado no Tintin. Eu queria ser como ele que viajava e tinha várias aventuras”, admitiu.

Ele ainda disso que as histórias em quadrinhos são um meio de se adentrar no mundo da leitura: “Eu recomendo para atrair a garotada que está um pouco refratária à leitura. No Brasil, a gente tem quadrinhos de alta qualidade.”

++ Altas Horas | Padre Fábio de Melo admite que já quis ser pai

Durante o programa, Bial ainda comenta sobre a 16ª edição do reality show Big Brother Brasil, o qual apresenta desde a primeira vez. “Essa última edição foi especialmente bem-sucedida, foi incrível”, declara e continua: “A audiência teve níveis enormes e tivemos o fenômeno da Ana Paula”. Ele ainda brinca que a sister pode ser considerada uma das participantes mais fortes do reality: “Aquela moça tem tal expressividade que devia ser proibida de participar de um reality show. Ela parecia uma atriz de cinema mudo.”

Bial admitiu, ainda, que é muito difícil colocar um toque de humor nos discursos que realiza ao eliminar um dos participantes. “Quando eu tento fazer alguma coisa engraçada, está todo mundo tão tenso, que ninguém acha graça”, finaliza.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS