Entretenimento, Cultura e Lazer

Após bate-boca, Juliette desabafa com Camilla: “Não vim pra levar grito de ninguém”

A formação do paredão desse domingo (18) surpreendeu os brothers, que tiveram que votar em duas pessoas. Por fim, Caio, Gilberto e Fiuk foram os escolhidos para disputarem a berlinda. Contudo, houve um empate quádruplo entre Caio, Pocah, João Luiz e Juliette. A maquiadora foi votada por Pocah e não ficou nada feliz quando soube.

As duas acabaram batendo boca na cozinha da casa e depois a paraibana desabafou sobre a situação com Camilla de Lucas.

Juliette começou explicando o porquê de ter ficado tão chateada: “Eu não estou com raiva do voto, estou magoada com o que aconteceu esses dias. Eu votei nela sim, única e exclusivamente para proteger o Gil, assim como você votou para defender o João. Assim que eu votei nela, automaticamente fui até o Gil, falei umas verdades, e voltei para pedir desculpas para ela. Depois disso, retomamos a nossa relação. Sempre que eu via ela triste, eu ia lá e dava força, igual aconteceu na festa”.

“Quando a gente conversou, ela disse que se sentia ameaçada e estava muito triste. Ontem eu tive uma conversa com ela e ela disse assim: ‘Eu tenho certeza, você não vai”, e eu disse que me preparei para o que pudesse acontecer”, relatou a paraibana.

“Eu falei que provavelmente ela, Caio e Arthur teriam que votar em mim, e ela disse que se Caio votasse em mim seria queimar voto, e afirmou que ela e Arthur não votariam em mim. A conversa me tocou e eu pensei: ‘vou cogitar votar na menina e ela nem vai votar em mim?'”, questionou Juliette.

++ Juliette cai no choro depois de discussão e João Luiz dispara: “Eu te falei”

“Eu cogitei (votar em Pocah) mas meu sentimento falou mais alto. Ela é a terceira opção, não é a primeira e nem a segunda. Tive uma conversa com ela ontem, abracei ela chorando e não me sentiria confortável em votar nela. Eu criei meus próprios sentimentos com essa conversa e isso me fez não decidir (votar) nela. Se for votar, não prometa, não finja que eu sou prioridade. Ela me deixou confortável em não me preocupar com paredão”, continuou a advogada e maquiadora.

Camilla de Lucas respondeu a amiga dizendo que eles tinham que se preparar para os próximos paredões e que situações desconfortáveis continuariam a acontecer até o fim desta edição.

“Não gosto que venha me gritar e falar alto no meio da casa. Podia ter me chamado depois que eu estivesse mais calma. Eu sou obrigada a tomar quatro ou cinco vezes na cara e não sentir raiva de mim?” Se ela me respeitasse, teria vindo me dar um abraço e conversar comigo ao invés de ficar gritando pela casa. Não vim pra levar grito de ninguém. Todo mundo merece respeito aqui. Só é difícil quando é a própria dor?”, finalizou a morena.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS.