Entretenimento, Cultura e Lazer

Relembre os maiores vilões que já passaram pelo BBB

O Big Brother Brasil já contou com diversos campeões e mocinhos marcantes para o programa, mas também já mostrou ao público vilões. ( Foto: Reprodução/ Instagram)
O Big Brother Brasil já contou com diversos campeões e mocinhos marcantes para o programa, mas também já mostrou ao público vilões. (Foto: Reprodução/ Instagram)

Toda boa história conta com um bom vilão. Eles são responsáveis por fazer o jogo rolar, criar entretenimento e ajudar na trajetória do herói. E claro que isso não poderia faltar no reality que mais chama atenção no Brasil. O Big Brother Brasil já contou com diversos campeões e mocinhos marcantes para o programa, mas também já mostrou ao público vilões que representam a vida real e nos fazem questionar nossas próprias atitudes.

No BBB21 já existe uma vilã aclamada pelo público. Karol Conká se tornou a vilã da nova temporada do programa desde que decidiu mostrar suas atitudes e pensamentos em relação a outros participantes dentro da casa. A edição a colocou como uma “vilã carismática” ou “debochada” trazendo à tona um pouco das características que a rapper tenta apresentar dentro da casa.

++ Famosos vibram com Karol no paredão e #forakarol vira assunto mais falado

Mas você já conheceu os vilões de outros anos do BBB? Ou já se perguntou como eles eram? Trouxemos uma lista de ex-participantes que foram considerados os malvados de suas temporadas.

1- Patrícia Leitte (BBB18)

Além de ter tido o recorde de rejeição do Big Brother por dois anos, Patrícia foi considerada uma grande vilã da edição de 2018. Sua rivalidade com Gleici gerou grande descontentamento do público, além de suas fofocas e manipulações do jogo. A aversão dos telespectadores também se deu graças a união da cearense com Ana Paula Agostinho, outra participante rejeitada pela audiência.

2-  Felipe Prior (BBB20)

Felipe marcou a temporada de 2020 dividindo o Brasil inteiro a seu favor. O ex-brother era amado de muitos e odiado também, teve polêmicas fora e dentro da casa e fez declarações polêmicas. Dentro do programa era colocado no grupo dos machistas e diversas vezes montou planos com o grupo dos homens para prejudicar as mulheres do lado de fora da casa. 

++ Karol e Sarah se abraçam após formação do paredão no ‘BBB’ : ‘Lá fora é outra coisa’

3- Paula Von Sperling (BBB19)

Paula foi tida como vilã graças a seus comentários dentro da casa que repercutiam de forma negativa do lado de fora. Ela foi acusada de declarações de bullying, homofobia, racismo e intolerância religiosa. A ex-sister chegou até a ser indiciada por injúria religiosa na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi). Mesmo com a fama que ganhou dentro do BBB, Paula ainda sim venceu a edição de 2018.

4- Alberto Pimentel (BBB3)

Alberto Pimentel ou Alberto Cowboy, foi o maior vilão do BBB3 e responsável pelo enredo de novela do programa ao tentar separar o triângulo amoroso entre Diego Alemão, Iris Stefanelli e Fani Pacheco. Com a estratégia de combinar votos, Alberto convenceu a casa a levar Íris e Alemão ao paredão. “Cowboy” entra na lista de recordes de rejeição com 85% dos votos ao ser eliminado.

5- Marcos Härter (BBB17)

Marcos teve intrigas não apenas com os participantes, e sim com a produção e os telespectadores. Um dos momentos mais marcantes foi sua relação com Emily Araújo, eles tiveram diversos atritos dentro da casa o que acabou gerando uma acusação de agressão contra a sister. Isso causou a expulsão de Marcos da edição, e uma ocorrência registrada na Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá.

6- Rogério Padovan (BBB5)

Conhecido como Dr.Gê, o vilão da quinta temporada do programa formou “panelinhas” e formulou diversas estratégias para mandar seus adversários ao paredão. Seu maior rival era Jean Wyllys, quem o indicou ao paredão no qual saiu com 92% dos votos.

Não deixe de curtir nossa página  no Facebook  e também no Instagram para mais notícias do JETSS