Entretenimento, Cultura e Lazer

Quarentena: Compra de alimentos, webcams, pijamas e games pela internet cresce no Brasil

Um estudo realizado pela Criteo revelou que a compra de mantimentos pela internet cresceu 233% no Brasil nos últimos meses. Salgadinhos, chocolates e outros tipos de snacks estão entre os itens que tiveram maior crescimento de consumo online.

++ Globo economiza quase meio bilhão com dispensas de artistas

A empresa de tecnologia analisou os dados das últimas semanas para entender os efeitos no varejo e viagens à medida que a pandemia do COVID-19 ocorre e afeta diretamente os hábitos de consumo em todo o mundo.

No Brasil, a demanda por snacks cresceu 722% e superou outras categorias de alimentos, como chocolates e balas, pães e doces e panificação, que estavam em alta nas duas semanas anteriores. Em média, a compra de alimentos online aumentou 233% no período.

A análise da Criteo mostra que o fechamento de restaurantes afetou diretamente as vendas online de supermercados, que aumentaram em todo o mundo, à medida que as pessoas comem mais refeições em casa. Dependendo do estágio do surto de coronavírus em cada país, certas categorias se destacam. A compra de itens para pets no Brasil permaneceu alta na primeira quinzena de abril.

“A pandemia do COVID-19 teve um profundo impacto no comércio no Brasil e no mundo, e as operações online têm sido a única alternativa para muitas empresas continuarem operando. Neste momento, é essencial que as marcas se adaptem para conquistar o engajamento dos consumidores, entendendo suas necessidades e atendendo suas demandas com empatia e qualidade de serviço”, afirma Luca Marzano, diretor de estratégia de contas do Brasil na Criteo.

VENDAS DE WEBCAM EM ALTA

À medida que as pessoas se adaptam à nova rotina de trabalho e estudo em casa, o comportamento das compras em relação ao setor eletrônico mudou profundamente. Em todo o mundo, os consumidores estão comprando produtos de tecnologia para se manterem conectados, produtivos e entretidos. Um dos produtos mais procurados no Brasil são as webcams, especialmente para uso em escritórios e salas de aula em casa. Tripés e acessórios para câmera também estão entre os itens que mais crescem na categoria.

Por outro lado, o comércio que atende ao mercado de fotografia profissional sofreu o impacto oposto e teve que mudar suas estratégias para o comércio eletrônico. “Como nossos principais clientes são fotógrafos profissionais e iniciantes, e usam nossos produtos em eventos sociais e profissionais, com a queda no volume desses eventos, nossas vendas também caíram”, disse Pietro Napoli, gerente de marketing da Brasiltronic, uma loja especializada em câmeras e suprimentos de fotografia profissional. “Tivemos que reajustar nossa estratégia para focar na geração de receita, por isso precisávamos fechar tudo o que não estava focado na receita naquele momento”, afirmou o executivo.

Ainda na categoria de eletrônicos, a Criteo observou um aumento nas vendas de jogos no Brasil, que registrou um avanço de 282% na segunda semana de abril. Outras categorias que registraram um crescimento importante foram acessórios para computador, televisões, produtos de impressão / cópia / digitalização / fax, computadores e roteadores.

ARTIGOS PARA O LAR REGISTRAM AUMENTO

Como consequência do isolamento adotado em várias partes do mundo, a Criteo também detectou um aumento no consumo online de itens para a casa ou para serem usados em casa. No Brasil, houve um aumento de 126% nas vendas de vestuário, roupas de dormir e roupas de cama no início de abril. A demanda por móveis residenciais online também cresceu. Mesas e bancadas para trabalho estão no topo da lista com um aumento de 120% nas compras, seguidas de itens como camas, mesas e móveis de cozinha, à medida que as pessoas querem mais conforto em casa para trabalhar, estudar e viver.

As vendas de produtos de autocuidado também registraram aumento. A venda de hastes flexíveis com algodão cresceram 389% nas operações de comércio eletrônico brasileiro na segunda semana de abril. Outras categorias que aparecem na seqüência entre as que mais cresceram são artigos femininos, de cuidados respiratórios, cosméticos e maquiagem.

Com acesso restringido a ginásios e academias, foi possível observar que as venda de produtos esportivos aumentam à medida que os consumidores encontram alternativas em outros espaços. Houve crescimento nas vendas de acessórios para exercícios e de artigos para prática de ioga e pilates, entre outras categorias.

METODOLOGIA

As análises da Criteo são baseadas em um banco de dados com informações de mais de 80 países e 2 bilhões de compradores mensais ativos, que gastam cerca de US $ 900 bilhões anualmente em aproximadamente 20.000 sites de comércio eletrônico. A partir desse enorme conjunto de dados, a Criteo pode observar tendências globalmente e entre regiões – Ásia-Pacífico, Europa e Américas.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS