Entretenimento, Cultura e Lazer

Rede Globo adia pagamento de bônus e lidera publicidade na crise

Está ruim, mas poderia ser pior. A pandemia do novo coronavírus, o covid-19, obrigou a rede Globo a avisar que irá adiar o pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados), que equivale a um 14º salário. O bônus só será integralmente pago no fim de 2020 dependendo dos resultados da empresa. A mudança foi comunicada em carta aos funcionários e informada pelo site Notícias da TV, do Uol.

++ Globo economiza quase meio bilhão com dispensas de artistas

Na carta, a Globo justificou a medida pelo “cenário adverso, com queda de receita publicitária e da base de assinantes da TV paga”. São cerca de quinze mil colaboradores afetados pela medida. Ao Notícias da TV, a emissora antecipou: “não tem planos de aderir à redução de 25% nos salários e nas jornadas”. O Infoglobo, empresa diferente mas com acionistas em comum, teria optado pela medida.

Em outros anos, a Globo pagava entre 20% e 50% do salário de cada profissional como remuneração variável, a título de partipação nos lucros e resultados. Metade era antecipado em julho, mas este prazo nunca esteve em contrato. Era apenas uma tradição que precisou ser quebrada para garantir a manutenção de caixa em meio a crise econômica causada pela pandemia. Segundo Daniel Castro, do Notícias da TV, a emissora tem caixa para bancar suas operações por quase um ano mesmo sem entrada de receitas.

“O avanço do novo coronavírus trouxe importantes efeitos negativos para o nosso negócio: paralisação de atividades produtivas, inclusive de anunciantes, eventos esportivos cancelados, queda de demandas e de investimentos e, em consequência, anunciantes suspendendo campanhas e patrocínios”, explica a carta.

Apesar disso, os funcionários da emissora podem estar em uma situação mais confortável do que outros colegas. Hoje, a emissora detém por volta de 70% do mercado publicitário. A Record e emissoras que dependem de verbas de igrejas, temem perder receitas. Especialmente porque anunciantes estão reduzindo investimentos e centralizando na Globo, que teve um crescimento de 25% de sua audiência. Segundo o Ibope Monitor, inserções de propaganda de carros na TV, por exemplo eram 80 por dia em março. Em abril, passaram para cerca de 10 por dia e quase todas na Globo.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS