Os 5 principais sinais de um mau cliente

A insatisfação com seu chefe e o fato de trabalhar para “alguém” é uma das principais razões para se tornar freelancer. Mas muitos designers, programadores, analistas de negócios (https://anywhere.epam.com/en/freelance-remote-senior-business-analyst-jobs) e marqueteiros ficam frustrados muito rapidamente. Antes devia-se trabalhar com um chefe conhecido, e agora tem-se que lidar com muitos, tão diferentes clientes. Nem todos eles são amigáveis, amáveis e generosos. Não é fácil entender quem oferece cooperação, mas é possível reconhecer um mau cliente logo no início da comunicação. 

Sinais principais de um mau cliente

Se você quer que seu trabalho seja agradável e lhe traga o bem-estar financeiro esperado, você deve aprender a perceber os clientes problemáticos. Com alguns deles você pode encontrar algo em comum, enquanto com outros não se deve sequer tentar. Estas dicas são úteis quer você seja freelance qa engineer ou trabalhe em qualquer outra área. Vamos começar!

1. O cliente está convencido de que você é seu subordinado

Um freelancer não é um funcionário. É basicamente um empreiteiro, mesmo que o trabalho seja feito sem contrato, através de uma troca ou diretamente. A essência de um empreiteiro é fazer um determinado volume de trabalho por uma taxa fixa. 

O sinal principal de tal cliente é um grande número de pequenas tarefas, que têm muito pouco a ver com o projeto principal. Isto não envolve o pagamento de tarefas adicionais. Ele está acostumado a ter seu trabalho subordinado por um “cheque de pagamento” e precisa espremer o máximo dele.

2. Um cliente zangado: gritaria, conflitos e humilhação.

É o caso mais difícil. Tais pessoas estão constantemente gritando, entrando em conflitos e procurando uma desculpa para provocar uma cena. Os clientes chatos nunca ficarão satisfeitos com seu trabalho e sempre encontrarão uma oportunidade de criticar ou até mesmo de humilhar. Eles podem ligar-lhe no meio da noite e gritar porque o designer está dormindo, e não está trabalhando em seu projeto.

O primeiro sinal de um tal cliente é a negatividade. Na comunicação ou correspondência, você pode claramente perceber a agressão e o desdém. 

Com tais clientes não se pode trabalhar em nenhuma circunstância, a menos que você tenha nervos de aço.

3. O cliente-amigo – adulação e lisonja interesseira.

Seria de se pensar que um cliente-amigo seria um sonho. Naturalmente, se a cooperação durar anos, pode surgir alguma semelhança de amizade comercial. Um cliente-amigo sempre quer que um executor faça algo para ele: um trabalho para ontem, um desconto, várias dezenas de correções gratuitas depois que um projeto é apresentado. 

O primeiro sinal de um cliente-amigo – desde a primeira mensagem trata um freelancer em “Tu”, o chama de amigo, irmão (irmã), oferece apenas conversar.

4. Um cliente sabe-tudo – eu sei como deve ser

É muito difícil trabalhar com tais clientes. Eles se dividem em dois grupos: uns com Tarefa Técnica em 10 folhas, e outros sem nenhuma Tarefa Técnica. No primeiro caso, se a tarefa não for absurda e os requisitos não forem fantásticos, não é mesmo ruim. No segundo caso, você precisa estar preparado para um grande número de edições.

O sinal principal de um cliente sabe-tudo – ele não discutirá um projeto, não ouvirá sugestões ou comentários sobre a Tarefa Técnica. Ele mesmo sabe tudo, o que implica que o executor também deve saber tudo isso.

5. Cliente parasita – nunca fará um pagamento antecipado, pedirá constantemente um desconto.

Tais clientes desejam que o trabalho seja feito especificamente para eles de forma gratuita e, ao mesmo tempo, rápida e qualitativa. Eles ficam genuinamente surpresos se o executante se recusar a baixar o preço ou aumentar a quantidade de trabalho dentro da taxa já acordada. 

O principal sinal de tal cliente – ele está constantemente reclamando da situação financeira (situação econômica difícil, crise, aumento de preços) para conseguir forçar uma redução de preços. 

Reconhece seus clientes nesta lista? Que pena! Cada um decide por si mesmo se vai ou não trabalhar com essas pessoas. Mas é claro que esta cooperação não vai trazer satisfação ou prosperidade financeira.