Mudanças assustam muita gente.

Mudanças assustam… tem pessoas capazes de passar a vida toda na mesma cidade, no mesmo bairro, na mesma casa até, sem sentir a menor necessidade de mudar. Algumas por comodismo ou falta de coragem, outras porque se sentem seguras assim.

Mas tem os que por uma vontade enorme de se sentirem vivos e de conhecer o que está além dos limites do seu próprio jardim, eu por exemplo, são capazes de pautar a vida por constantes mudanças. 

Gosto da mudança, do viajar, de conhecer lugares e jeitos de viver que possam ser mais interessantes do que os meus. Me faz sentir viva o processo de adaptação a uma nova cultura, um novo país, uma nova casa… Me mudei muitas vezes nessa vida. Três endereços na infância, mais dois na adolescência, e desde que saí da casa dos meus pais para morar sozinha, já contabilizei 25 mudanças. 25 vezes levando a casa inteira nas costas e as memórias, muitas memórias…

Estou no meio da minha 26 mudança. A necessidade de estar onde a energia em volta é compatível com a minha ou melhor, me fez fazer as malas mais uma vez. E me ensinou que quanto maior a carga, mais lento é o deslocamento. E se tem uma coisa nessa vida que gosto é me deslocar rápido!!

Olho as paredes diferentes, cores e espaços novos… Adaptação, vida fluindo, me empurrando sempre pra frente e eu escolhendo sempre seguir…






Sem comentários

Escreva um comentário
Ainda sem comentários Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Escreva um comentário

Seu e-mail não será exibido
Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias