Mansão no México que pertencia a Pablo Escobar se torna hotel de luxo

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

  • Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

Detalhes da Casa Malca (Foto: Divulgação)

Apesar de todas as atrocidades feitas por Pablo Escobar ninguém pode negar que o traficante colombiano tivesse uma noção bem grande de arquitetura. Uma prova disso é que, mesmo 23 anos após sua morte, uma casa que ele tinha em Tulum, no México, se tornou um hotel de extremo luxo, a Casa Malca.

Renovada pelo comerciante nova iorquino, Lio Malca, a hospedagem, de frente para o mar, pede para os interessantes que desembolsem US$ 500 (algo como R$ 1,3 mil) a diária.

++ Vila medieval francesa é eleita a preferida dos habitantes do país

Mas não pense que encontrará a tradicional decoração pitoresca de Escobar, o local foi completamente redecorado e conta com pinturas e esculturas de artistas contemporâneos, além de duas piscinas privativas.

Entrevistado pelo portal “Cool Hunting”, Malca, que adquiriu a propriedade em 2012, afirmou que ficou surpreso ao descobrir que o local ainda estava à venda. “Eu comprei essa propriedade porque achei insano. Não pude acreditar que nesse mundo, uma mansão como esta ainda exista e não foi tomada por uma corporação”, revelou.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS


Tags assigned to this article:
Viagem





Últimas notícias